Três crianças que mudaram o mundo

Muitos acreditam que são necessárias atitudes grandes e mirabolantes para mudar o mundo, entretanto o exemplo de crianças nos mostram que na simplicidade está o caminho a se seguir. Esse é um post para inspirar vocês, que mesmo jovens, podem fazer a diferença onde vocês estão.  Pesquisei por crianças que mudaram o mundo, e todas elas foram meninas, incrível não é? Vamos ver como o exemplo delas pode nos inspirar?

 

Anne Frank

Annelis Marie Frank, esse era o nome de Anne Frank, uma jovem menina judia que viveu no tempo da Segunda Guerra Mundial. ANtes de ser presa e deportada para um campo de concentração com sua irmã, Anne viveu escondida com sua família em um porão se escondendo das tropas nazistas. Ela viveu lá por 25 meses, e durante este período escreveu um diário, onde contava como era o dia a dia no esconderijo, seus sonhos e segredos, Anne sonhava em ser jornalista. Após a sua morte, o diário foi entregue ao seu npai Otto Frank que decidiu publicá-lo. O livro tornou-se um dos maiores relatos da Guerra e dos horrores que o povo judeu sofreu nesse período. 

 

Samantha Smith

Samantha foi uma típica garota americana de 10 anos que decidiu escrever uma carta. A carta foi escrita para o presidente russo e someçava da seguinte forma: "Caro senhor Andropov, meu nome é Samantha Smith. Eu tenho 10 anos de idade. Parabésn pelo seu novo trabalho. Eu tenho me preocupada com a Rússia e os Estados Unidos entrarem numa guerra nuclear." Essa carta foi enviada a Andropov, líder soviético, em 1982 em ple Guerra Fria. A carta foi publicada no jornal russo Pravda, e alguns meses depois, Samantha recebeu uma longa carta do presidente o que a tornou uma porta-voz das crianças pela paz mundial. Samantha visitou a Rússia e viu o quanto as crianças eram parecidas com ela e tornou-se uma pessoa pública notória, sendo "A mais jovem embaixadora dos EUA". Ela escreveu livros, atuou em filmes e visitou diversos países até que tragicamente em 1985 morreu em um acidente de avião, deixando um legado inspirador. 

 

Mala Yousafzai

Em outubro de 2012, Malala com então 15 anos, estava saindo de sua escola quando foi avejada por tiros do grupo Talibã (grupo religioso fundamentalista que é conta a educação feminina). Mala foi escolhida como alvo, pois escrevia o blog "Diário de uma estudante paquistanesa"  onde ela falav sobre as dificuldades de estudar em um país onde só por ser mulher, o acesso à educação era difícil. Mala sobreviveu ao ataque e tornou-se ativista e símbolo da causa feminina no Mundo. Seu pretígio é tanto, que ela recebeu o prêmio Nobel da Paz de 2014.

 

 

Histórias incríveis não é? E o mais interessante: nenhuma delas sabia onde as suas atitudes simples as iria levar. Anne apenas escrevia um diário, Samantha resolveu enviar uma carta falando sobre as suas preocupações e Malala escrevia um blog onde contava o seu dia a dia e dificuldades. E essas atitudes simples as levaram longe, tornando-as símbolos da paz mundial e da busca por um mundo melhor. 🙂

Fonte: Redação com informações do Portal Aprendiz Uol

Compartilhe! ^-^


Comente muito!!



rocker-girl—colecao-2019—slide2
rocker-girl—colecao-2019—slide1